A reciclagem do velho na internet…

facebookJá devo ter falado sobre isso. Acho impressionante como as pessoas reciclam o que é velho pela web. No Facebook, então, é pior ainda. Compartilhamentos de pessoas desaparecidas (agora os cães são ainda mais presentes), além de textos e depoimentos “antigos”, como o texto do Romário sobre a Copa do Mundo, são sempre relembrados pelos compartilhadores de plantão.

Nos e-mails, surgem vídeos, textos e apresentações de power point que devem ter sido feitos em 1999.

Recentemente, uma pessoa compartilhou a história de que uma mulher não quis se sentar ao lado de um negro em um voo da TAM. Esta farsa é mais velha que a própria internet, e circula por aí há tempos. Mas como a internet é um navio de novos e velhos marinheiros de memória curta, as pessoas acreditam quando alguém coloca “história verídica”.

É por essas e outras que eu tenho pedido para o Facebook ocultar atualizações de muitos dos meus “amigos”.